Arquivo | Fiscalização RSS feed for this section

Custos de mandato – agosto/2013

1 out

Dados atualizados até o momento no site da Câmara Municipal de São Paulo

 

Custos de mandato agosto_13

Anúncios

Custos de mandato – junho/2013

12 ago

Dados atualizados até o momento no site da Câmara Municipal de São Paulo:

Custos de mandato junho_13

 

Custos de mandato

11 jul

Dados atualizados até o momento no site da Câmara Municipal de São Paulo:

 

Custos de mandato maio_13

Posicionamento de Toninho Vespoli sobre a CPI dos Transportes

29 jun

Desde o inicio de nosso mandato temos nos posicionado em defesa de um transporte público de qualidade, e antes mesmo dos movimentos de junho, já estávamos nas ruas coletando assinaturas para um Projeto de Lei de iniciativa popular para a implantação do Passe Livre, junto com o MPL.

No dia 20 de junho, o vereador Ricardo Young apresentou requerimento para a implantação de uma CPI para investigar o transporte público na cidade de São Paulo, que assinamos conjuntamente.

Na terça-feira, 25 de junho, mesmo com a pressão dos manifestantes, a base do governo não aceitou a abertura da CPI durante a sessão plenária daquela tarde, adiando a discussão e a decisão sobre o assunto para a sessão seguinte.

Nesse intervalo, a bancada do governo protocolou requerimento de instalação de CPI sobre a planilha de custos do transporte urbano, encabeçada pelo vereador Paulo Fiorillo (PT).

Na quarta-feira dia 26, também com grande presença dos manifestantes no plenário, a mesa da Câmara foi obrigada a votar a instalação de uma CPI. Aqui chamamos atenção para uma informação que pouco foi comentada na imprensa: naquele dia, o plenário votou apenas a criação de uma terceira CPI, pois já havia duas em funcionamento na Casa. Entretanto, não se aprovou qual seria o tema dessa CPI. Isso porque havia 20 requerimentos apresentados desde o inicio dos trabalhos legislativos. Tal decisão ocorreu apenas no dia seguinte, na sessão plenária de quinta-feira.

Nós votamos a favor da instalação de uma nova CPI, indicando que deveria ser aprovada a CPI para investigar o transporte público em São Paulo.

Na quinta-feira, dia 27, foi realizada mais uma manobra da base governista, que fez com que o requerimento do vereador Fiorillo fosse apreciado na frente dos demais. A aprovação desse requerimento implicava em não poder analisar e votar o requerimento do vereador Young.

Votamos contra o requerimento do Vereador Fiorillo. Por que?

1) O requerimento do Vereador Young tinha um objeto mais amplo, com mais possibilidades de investigação que poderiam resultar num diagnóstico mais preciso sobre todo o sistema de transportes por ônibus em São Paulo. O requerimento da base governista, que foi aprovado, é mais restrito e foca apenas a questão das planilhas.

2) O autor do requerimento aprovado é automaticamente o presidente da CPI, e entendemos que uma presidência que não fosse diretamente do partido do prefeito teria condições de conduzir os trabalhos sofrendo menos pressão do governo.

3) Houve uma nítida manobra da base do governo, que não queria a CPI, para garantir que ela ficasse absolutamente sob seu controle. Nesse sentido a aprovação do requerimento do Vereador Young possibilitaria a constituição de uma comissão capaz de responder de forma mais efetiva ao clamor das ruas. Tal situação ficou ainda mais evidente na definição do número de membros e nas indicações para compor a Comissão. Serão apenas sete membros, seis deles da base do governo, apenas um da oposição e nenhum deles esteve ao lado das manifestações nos momentos cruciais. Tudo indica que teremos uma CPI “chapa branca”, que blindará o governo e aliados.

Em nenhum momento nos colocamos contra CPI, mas entendemos que a melhor Comissão seria aquela constituída a partir do requerimento assinado por nós e por isso votamos contra a aprovação do requerimento governista. Mas seguiremos na luta, acompanhando de perto a investigação e tentando intervir para que venham à tona todas as informações que a população tem direito de conhecer.

 

Fonte: http://www.toninhovespoli.net.br

Custos de mandato

2 jun

Dados disponibilizados até o momento no site da Câmara Municipal de São Paulo.

Em março houve um aumento no valor das despesas que, conforme verificado nos documentos fiscais, referem-se a serviços gráficos para o Boletim Informativo do vereador.

Valores: R$ 2.171,00 e R$ 2.982,00.

Custos de Mandato